Ler Pra Quê?

A VIDA SECRETA DOS ESCRITORES ┃Resenha

Tag Inéditos - A vida secreta dos escritores
kit completo A vida secreta dos escritores

Preparem o coração, principalmente você que sonha em escrever um livro algum dia.

O livro de hoje, do autor francês Guillaume Musso, edição de Outubro da TAG Inéditos, nos revela um misterioso escritor.

O protagonista, o escritor Nathan Fawles tem uma vida longe dos holofotes, na ilha fictícia de Beaumont. No livro, tem até um mapa da ilha para conseguirmos visualizar melhor os cenários!

Livro a vida secreta dos escritores
Nathan, depois de conquistar muitos fãs com os seus livros, anuncia que vai se retirar da vida pública, e dessa forma para de escrever em 1999. 
 
 
Até aí, nada de mais. A princípio, Nathan parece simplesmente ter perdido a vontade escrever, e por algum motivo escolhe uma ilha privada para se refugiar de qualquer um que queira perturbar sua vida com perguntas que ele não quer responder.

 

Em 2018, mesmo sabendo que Nathan não quer ser incomodado por ninguém,  seu grande fã, Raphael, chega na ilha para trabalhar por três meses em uma livraria. Ele alimenta a esperança de entrar em contato com seu ídolo porque ele também é escritor, e tudo o que mais quer é um veredicto de seu escritor favorito. 

 

Mas quando Raphael tenta invadir a casa de seu ídolo, ele é recebido a balas. É claro que ele não é atingido por muito pouco, mas mesmo assim ele não acredita que o homem que ele tanto idolatra seria um assassino.
 

 

Depois de uma tentativa fracassada de entrar na casa de Nathan, Raphael é posto para correr, porque ele não é bem vindo ali. Mesmo assim, ele faz uma segunda tentativa para falar com Nathan, que funciona. É nesse momento que Raphael entrega seu manuscrito na esperança de que ele leia e dê sua sincera opinião à respeito.

 

Como se isso não bastasse, seu cachorro desaparece e ele se vê em busca por ajuda. Aí conhecemos Mathilde, uma jovem jornalista que sabe muito sobre o escritor, e que traz seu cachorro de volta ao lar.
 
Mathilde é misteriosa e desperta o interesse de Nathan, mas ele acredita que ela só quer se aproveitar da situação e fazer uma reportagem sobre ele, afinal, ela é jornalista.
 
O que acontece depois pega Nathan desprevenido. Ela começa a contar uma história e precisa que ele a termine.
 
Ela nos conta que existe uma máquina fotográfica que foi encontrada, que havia sido perdida há muitos anos no mar e ficou vagando, até que seu último dono conseguisse revelar o filme que estava gravado nela. É então, que descobrimos que houve um assassinato, fruto de um massacre que aconteceu há mais de 20 anos em Paris.
 

 

Em paralelo a isso, um corpo é descoberto na ilha. Como o lugar é pequeno, aquela descoberta se torna alvo de investigações dos curiosos. Acontece que o corpo encontrado é o de uma mulher e ele foi preso à uma árvore. O mais estranho dos fatos é que ela havia morrido há alguns anos e seu corpo havia sido congelado, para então, ser descoberto.

 

A partir desse momento, as coisas parecem não fazer sentido algum ou terem qualquer conexão entre si, até que algumas situações começam a surgir.

Foram as 222 páginas mais intensas que li esse ano, porque o livro é escrito de forma persuasiva, você simplesmente não consegue parar de ler, e isso sempre vai fazer com que você leia mais um capítulo ou mais algumas páginas.
 
É interessante e instigante. Quando você acha que conseguiu entender o que está acontecendo, surge outros fatos que mudam novamente o rumo da história.
 
Eu consegui aproveitar a leitura do início ao fim, porque o autor soube trabalhar muito bem o desenvolvimento dos personagens e dessa forma, fica mais fácil você se identificar ou não com os personagens envolvidos.
 

 

O livro tem um final adequado, surpreendendo em alguns pontos, e trazendo um bom desfecho para a história. Confesso que fiquei preocupada em gostar apenas do desenvolvimento e me decepcionar no final, mas não foi o que aconteceu, não se preocupem!
 

KIT TAG INÉDITOS /OUTUBRO 2020

O Kit é composto por 5 itens:

  1. Box colecionável (inspirado na ilha de Beaumont);
  2. O livro em edição exclusiva em brochura – A vida Secreta dos Escritores de Guillaume Musso;
  3. Marcador de páginas personalizado.
  4. Revista sobre a obra (inspirado na livraria Rosa Escarlate);
  5.  Mimo literário (faz uma alusão a uma “máquina fotográfica”, pista que é um elemento importante para desvendar os crimes que envolvem a trama. A câmera em formato Polaroid nada mais é do que um porta-canetas;
  6. Bloco de anotações que acompanha a porta-canetas.

Assista ao vídeo onde eu falo um pouquinho mais sobre essa história incrível:

Quer receber experiências literárias todo mês na sua casa?

Clique aqui e ganhe um cupom de desconto na sua primeira caixinha!

Para adquirir o kit A Vida secreta dos escritores, do autor Guillaume Musso, acesse a Loja da TAG, clique aqui.

Eu fico por aqui,

Um beijão e até a próxima!

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x